Respondendo a preocupação dos pais

A APLICAÇÃO DE MÚLTIPLAS VACINAS ATRAPALHA O SISTEMA IMUNE DA CRIANÇA?

Trata-se de uma questão freqüentemente apresentada ao médico ou, pelo menos, uma preocupação que os pais têm mesmo sem expressá-la ao profissional. Com base no texto de Offit et AL (2002), vários aspectos serão apresentados.

Parte dos aspectos abordados podem ser encontrados na seguinte referência:
Offit PA, Quarles J, Gerber MA et al Addressing parent´s concerns: do multiple vaccines overwhelm or weaken the infant´s immune system? Pediatrics 109 (1): 124-129.

Há 110 anos, as crianças recebiam uma vacina (varíola). Há 50 anos, 5 vacinas eram aplicadas rotineiramente: difteria, coqueluche, tétano, pólio e varíola, resultando em 8 aplicações no período de 2 anos. Atualmente, as crianças recebem o dobro de aplicações (16) até os dois anos de idade com a finalidade de proteger de 11 doenças: tuberculose, difteria, coqueluche, tétano, hepatite B, hemófilos b, Pneumococos, meningococo, sarampo, caxumba, rubéola e, em nosso país, pólio oral. Se forem considerados os imunobiológicos fora da rede pública em situações rotineiras, acrescentam-se doses da vacina de Hepatite A e Varicela, com a opção de administrar algumas vacinas acrescidas às previamente mencionadas.

Clique aqui e leia o artigo completo

Comments are closed.